Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Antes de partir



Igreja Cristã de Aton
Antes de partir
Recomendo a todos que assistam ao filme “Antes de partir”.
Recomendo também a leitura das últimas palavras de Steve Jobs no site: http://www.forcaportugal.com.pt/2015/11/19/as-ultimas-palavras-de-steve-jobs-antes-de-falec-2/
Porque o tempo urge?
Há muito o que fazer e pouco tempo. A lista é praticamente infinita, mas vamos citar apenas uma questão. A ONU estima que no momento existam 200 milhões de mulheres que foram mutiladas genitalmente. Quando demos a palestra eram 140 milhões. Uma a cada 4 minutos. A estimativa da ONU é que leve o tempo de uma geração para que isso pare de acontecer. E isso é uma esperança. Se não for feito um trabalho incansável de conscientização isso só aumentará como tem acontecido. O sofrimento destas mulheres e meninas é indescritível.
Será que a empatia para com elas não é suficiente para se entender que o tempo urge?

Décimo oitavo segredo da prosperidade



Décimo oitavo segredo da prosperidade

Ser prático e objetivo

Existe um nome para isso: pragmatismo. Esta é uma qualidade imprescindível para quem quer ser próspero em qualquer área. Por uma simples razão: perder tempo atrasa a todos. E tempo é uma coisa muito preciosa. Para não dizer como os americanos dizem, que tempo é dinheiro. O que também é uma coisa óbvia. Olhar uma situação e analisar todas as variáveis de todas as dimensões, variáveis de mercado, de capacidade de trabalho, de praticidade, de economia de recursos, de custo/benefício, etc., é fundamental para se ter sucesso rápido. Arte é uma coisa e negócios são outra.

Vejamos alguns exemplos. Um artista pintor gosta de expressar seu inconsciente nas suas pinturas. Excelente, mas e se ninguém gostar disso e ninguém comprar? O artista precisa pagar o aluguel. Forçosamente ele tem de olhar esse lado da vida. É claro que ele pode optar por não ter onde morar nem o que comer. É uma opção sua. Ele tem livre arbítrio. Mas, se ele quiser ter os recursos para viver é preciso que ele pinte algo que venda. Algo que o mercado queira. Encontrando um meio termo nisso ele poderá ganhar o seu sustento e também pintar o que gosta. Mero bom senso. 

Outro caso. Um livro deve ser editado. Está pronto para ser editorado. Em poucos dias pode estar no mercado. As pessoas precisam do conhecimento que está no livro. Não há tempo a perder. Pois bem. Começa-se a filosofar sobre qual programa de editoração está sendo usado. Se é uma versão mais nova ou não? Notem que qualquer versão serve. O tamanho da letra, se é de um tipo ou de outro, etc., tudo isso são plumas e paetês. Tudo isso é perda de tempo. É irrelevante esse tipo de detalhe. E o tempo passa. E são feitas reuniões sobre o editor! Vira uma disputa filosófica! O importante é o conteúdo do livro. O resto são detalhes.

Vejam que não há visão prática e objetiva. Fazer o que é preciso rápido e de forma correta na primeira vez. Uma vez vi numa multinacional um cartaz: faça certo da primeira vez. Isso é uma raridade.

Outro caso. Uma terapeuta está divulgando seu trabalho. Mesmo investindo em divulgação o resultado não aparece. Basta um olhar no site para ver que não passa o que significa o trabalho dela. Bastou uma mudança no site e uma alteração no Face para que os clientes começassem a aparecer. Uma simples mudança e tudo mudou. Mas, uma simples mudança que demorou demais para acontecer.

Outro caso. Que importância tem num vídeo a cor da parede de fundo? Ou se tem algo ou não tem nada? O importante é o conteúdo do que será passado. O resto é irrelevante. Está tudo limpo e perfeito. Se a parede estivesse suja, se a roupa estivesse rasgada, etc. ainda haveria o que falar, mas se tudo está ok qual o problema com esses detalhes? Ou o terno é mais importante que a mensagem? Parece que sim! Marshall McLuhan dizia que o meio é a mensagem. Em muitos aspectos pode ser que sim, mas se você precisa ganhar os meios do seu sustento é melhor ser prático e objetivo.

Outro caso. Numa guerra um tenente é designado para tomar uma ponte. Isso deve ser feito rapidamente com o mínimo de baixas. Existe a estatística de baixas normais num caso assim. Se ele tiver mais baixas que o normal sua carreira está acabada. Pois bem. Ele demora para avaliar a situação no terreno, a estratégia do inimigo, a capacidade dos seus soldados, escolhe os soldados errados para a missão, titubeia na hora de dar as ordens, etc. Resultado: um fracasso. A ponte é tomada depois de muitas baixas sem necessidade.

Ser prático e objetivo é indispensável em todas as situações. Um executivo de sucesso avalia rapidamente a situação e toma a decisão. Essa é a capacidade que diferencia um de outro. Fazer análise de perfil psicológico tem sua hora e validade, mas no mundo dos negócios a história é outra. O tempo de fazer algo é tão importante quanto fazer. Fazer na hora certa. Nem antes nem depois. E não perder tempo com detalhes irrelevantes. O importante é o resultado.

Ser prudente na preparação da ação. Como se diz: espere o melhor mas prepare-se para o pior. Sorte é estar preparado quando a oportunidade aparece. Uma cantora de ópera que fazia papel secundário teve a oportunidade da sua vida no dia em que a cantora principal não foi trabalhar. Perguntaram quem sabia a ópera. Ela sabia de cor! Isso é ser profissional. Isso é estar preparada.

Onde começa a auto sabotagem? Se tenho uma oportunidade de ouro e começo a divagar, a achar outras coisas para fazer, a procrastinar, não está claro que é auto sabotagem? A mesma coisa acontece quando uma pessoa fala que se tivesse os recursos faria grandes coisas, mudaria sua vida, etc. Basta fornecer os recursos e se vê os resultados. Raramente isso dá certo. A pessoa arrumará todo tipo de desculpas para não fazer o que tinha dito que faria. É por isso que quem faz não precisa de muitos recursos. Luta com o que tem nas mãos. Aos poucos melhorara e fará mais.

Avaliar sempre o que dá mais eficiência. O que fazer primeiro, o que fazer depois, terminar o que se faz, analisar a melhor forma de fazer, não perder tempo com atividades inúteis, etc. A capacidade de avaliar se um negócio dará certo antes de fazê-lo é importantíssimo. Evita-se gastar com tentativa e erro. Numa reforma de uma casa quanto vai de tijolo, cimento, areia, etc.? Quem já passou por isso sabe o resultado desta pergunta.

Qual a dificuldade em ser prático e objetivo? A questão aqui é que isso é uma filosofia de vida. É a visão de mundo. É a forma de viver. É a forma de ver o Grande Quadro. Ver o que é mais importante em todas as variáveis. Como obter os resultados o mais depressa possível. Economizar os recursos. Se não considero todas as dimensões da realidade e o que estou fazendo nesta vida, achando que tenho n vidas pela frente e posso perder tempo nessa ou pior, achando que só tem essa vida e ainda assim perde o tempo, é uma coisa que prejudica a si mesmo e aos demais. Existe uma infinidade de coisas a serem feitas nesse planeta para que todos tenham uma vida digna. Não há tempo a perder. O tempo urge.

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Décimo sétimo segredo da prosperidade



Décimo sétimo segredo da prosperidade

Qual o mito que estou vivenciando?

Chegou um momento na vida de Jung em que ele se perguntou: que mito estou vivenciando?

Joseph Campbell colocou a seguinte questão: se você perdesse tudo na vida, teria um mito em que se afirmar para continuar vivendo ou desmoronaria?

Na palestra que fiz dia 18 de janeiro expliquei com um exemplo simples: todo mito é uma caixinha em que baseamos nossa vida. Toda civilização deve ter uma caixinha com a mitologia em que ela está baseada. Uma caixinha pode conter coisas maravilhosas! O conteúdo da caixinha é o seu mito. É nele que você vivencia sua vida, sua realização pessoal, sua evolução, etc. É um paradigma. É um modelo e exemplo da sua vida. É uma metáfora profunda da sua vida.

A questão que Jung e Campbell colocam é extremamente importante para a prosperidade tanto pessoal quanto de uma civilização. Se as coisas ficam complicadas por questões sociais, econômicas, políticas, etc. qual a crença que te sustenta? Quem tem uma filosofia de vida sólida, baseada na realidade, consegue suportar as turbulências da vida. Não há desespero, nem dor insuportável, nem ansiedade, nem pressão, nem pânico, etc. A pessoa sabe que tudo aquilo faz parte da ordem natural das coisas. A evolução é perfeita. Tudo caminha como deve ser e tudo está perfeito. Dentro das possibilidades da consciência coletiva. Cada um cria a sua realidade dentro de tudo que já plantou nas outras vidas e dimensões. Mas, também está vivendo dentro de um período histórico específico. Se uma pessoa está viva no ano de 1914 ela terá de vivenciar uma guerra mundial. Faz parte da evolução planetária e de todos os humanos daquela época. Tudo que se planta se colhe mais cedo ou mais tarde. Um evento desta magnitude foi semeado por décadas ou séculos. Nada é por acaso. Caso a pessoa esteja viva nesta situação é preciso ter paciência e fazer o melhor sempre. Ajudar aos demais onde estiverem. Toda crise é uma oportunidade de crescimento em todos os sentidos.

É preciso enxergar o Grande Quadro, sabendo que está no lugar certo na hora certa. Isso é o que se chama sabedoria. Que vem com a idade, a experiência, o estudo, o trabalho, etc. A consciência de cada um cria a realidade. A consciência coletiva cria a realidade coletiva. A expansão da consciência de cada um, para abarcar toda a realidade, todas as dimensões, todas as variáveis é que permite a prosperidade contínua. É o estado da arte do sentimento de sentir o que sente. De sentir o universo. Vejamos: é preciso ajudar uma senhora a atravessar a rua para em seguida sentir as endorfinas que foram criadas pelo ato de ajudar. Pode-se explicar a questão mental, os neurotransmissores envolvidos, etc., mas a pessoa só entenderá realmente quando sentir as endorfinas que produziu ao ajudar a senhora a atravessar a rua. Isso vale para todas as oportunidades de ajuda que a vida nos oferece.

Sem uma base filosófica sólida é muito difícil ser próspero. Dá trabalho ser próspero? Sim. Preciso avaliar todas as variáveis para fazer um negócio? Sim. Algum dia na eternidade poderei deixar de controlar meus pensamentos? Não. Todos os seres que evoluem têm de controlar o que pensam e sentem o tempo todo. Nunca podem baixar a guarda. É preciso ser alegre e manter-se centrado o tempo todo. São duas faces da mesma moeda. Sem isso será impossível uma prosperidade contínua.


domingo, 31 de janeiro de 2016

Décimo sexto segredo da prosperidade



Décimo sexto segredo da prosperidade

Pensamento abstrato

A coisa mais poderosa que existe é o pensamento abstrato. A capacidade de dedução a partir de poucas informações que sendo analisadas permitem chegar à grandes descobertas. Além disso o pensamento abstrato é fonte de imenso prazer.

O soltar continua sendo um mistério após 6 mil anos de história escrita. Em termos humanos na vida prática o soltar é o procedimento mais poderoso que existe. Na verdade, é a coisa mais importante que uma pessoa deve aprender para viver com sucesso em qualquer área neste planeta. Desde o mais simples trabalho até o mais importante ou complexo, a capacidade de soltar é o que é fundamental para o sucesso da pessoa. Desde ganhar dinheiro até comandar milhares de pessoas a diferença é a capacidade de soltar. Quando se entrevista uma pessoa o que importa é a capacidade do entrevistador de soltar o entrevistado e vice-versa. Se o entrevistado é capaz de soltar o entrevistador o emprego está garantido. A mesma coisa vale para todo vendedor. Se for capaz de soltar o cliente a venda é praticamente garantida. Em qualquer coisa que se faça isso é fundamental. E para aprender a soltar é preciso apenas ler um livro sobre taoísmo. Ler quantas vezes forem necessárias até entender o conceito. Isso dá trabalho? Dá. Nada que realmente valha a pena é conseguido sem trabalho. Note que trabalho é física é apenas a aplicação de energia em algo.

Quando soltamos o ego perde o controle. E o ego é o que atrasa nosso sucesso. É claro que o ego é importante para manter a estabilidade da pessoa. Mas, depois de um ponto o ego só atrapalha. O ego vê as coisas de forma muito pequena. O ego não enxerga o Grande Quadro. E sem enxergar o Grande Quadro o pensamento abstrato não pode funcionar. A genialidade de Jung foi perceber que os sonhos dos seus pacientes eram os mesmos dos elementos de todas as mitologias de qualquer civilização terrestre. Na verdade, são os mesmos de toda civilização do universo. 

Todos os seres vivem na mente do Todo. Não existe nada realmente concreto no universo. Não existe nada que se chame de realidade objetiva, mundo material, mundo concreto, etc. Tudo isso é forma de falar. Tudo que existe só existe na mente do Todo. O Big Bang é uma emanação dentro da mente do Todo. Vejamos: só passa a existir algo que os físicos chamam de matéria ou massa depois que um campo, o Bóson de Higgs, colide com outro campo e fazendo isso “dá massa” para ele. Isto é, um campo interfere construtivamente com outro campo e isso faz com que este campo passe a “ter” massa. Virou um quark. Juntando três quarks temos um próton. Juntando elétrons temos átomo. Juntando átomos temos moléculas. Juntando moléculas temos células. Juntando células temos órgãos. Juntando órgãos temos um ser. Bingo! Agora temos um ser vivo. Qualquer ser vivo. E tudo isso dependendo de um campo (uma onda) colidir com outro campo (outra onda). Uma coisa sem massa que colide com outra coisa sem massa. E agora a massa existe! E vira esse universo que consideramos material. E consideramos material porque podemos pegar, sentir, ter percepção. E percepção é algo mental. Existem n coisas à sua volta que você não percebe e estão lá. Mas a pessoa acha que não existe porque não vê! E a galinha enxerga mais que os humanos!

Portanto, na prática tudo o que existe é um pensamento do Todo. Um colapso de função de onda na mente do Todo. Tudo vive dentro da mente Dele. Caso ele parasse de colapsar o universo desaparecia num nano segundo. Não precisa ficar preocupado com isso. O Todo continuará colapsando o universo. Ele já faz isso a mais de 13 bilhões de anos segundo os físicos. E Ele faz isso por amor. Embora isso possa parecer a coisa mais improvável.

Quando uma pessoa quer um carro ela fica colapsando o carro na mente dela. E o carro não aparece porque ela entrou num efeito Zenão. Se não soltar o carro na sua mente o carro não pode aparecer na sua vida. Pensa e solta. Que funciona. O Todo faz a mesma coisa. Se Ele ficasse colapsando sem parar o universo ficaria parado. Todas as galáxias parariam de girar. Diriam que o continuum do tempo/espaço parou. O que a ficção científica usa nos filmes quando a cena para. O tempo para. 

O Todo colapsa e solta o universo. Deixa rolar. Os físicos falam que o Todo joga dados. O desconhecido pode acontecer. Os Cisnes Negros aparecem o tempo todo. A Teoria do Caos comanda tudo. O universo funciona porque o Todo o soltou. Mas, continua colapsando na Sua mente. Parece um paradoxo, mas não é. Você quer o carro, portanto está colapsando o carro o tempo todo, mas não está pondo ansiedade. Está deixando as coisas acontecerem normalmente. Um dia o carro aparece. (É preciso trabalhar, ganhar dinheiro, comprar o carro). As portas se abriram e o carro entrou na sua vida. É o mesmo procedimento que o Todo faz. Colapsa o universo e solta. Deixa o universo funcionar. Todas as leis de física garantem que ele funciona. E as leis também foram colapsadas (criadas) pelo Todo. Portanto, Ele tem controle absoluto de tudo o tempo todo. Mas, deixa liberdade para cada um fazer o que quiser. E assumir as consequências dos atos. É assim que se aprende. Colhendo os resultados. Planta e colhe. Causa e efeito. Ação e reação. A pedagogia do Todo é perfeita. Ele explica o que é melhor, mas cada um faz o que quiser. Existe um campo eletromagnético no universo (dentro do Todo) que garante as consequências para o bem ou para o mal dos seres. Fez uma coisa negativa tem uma consequência negativa para si mesmo. Fez uma coisa boa tem uma consequência boa para si mesmo. O Todo deixa soltos todos os seres. Os seres podem até ignorar que o Todo existe, podem até mesmo ser contra o Todo. Não importa. Isso é irrelevante. O universo continua funcionando e tudo e todos estão dentro do Todo. Como Jonas dentro da baleia. Isso é uma metáfora.

Quanto mais abstração tem, mais o pensamento é poderoso. A pessoa que consegue dirigir uma empresa tem uma capacidade de pensamento abstrato muito grande. Um físico tem imenso poder de abstração. Uma pessoa que tenha 2482 empresas tem uma tremenda capacidade de abstração. Na verdade uma pessoa assim comanda um pais inteiro sem ser político. Só pela sua mente. Existem pessoas com capacidade de comandar um planeta inteiro só com seu pensamento abstrato. Da mesma forma temos seres capazes de comandar sistemas estelares, galáxias, aglomerados de galáxias e no fim temos o Todo que comanda o universo inteiro. Este e outros mais. Existe algum limite? Nenhum. Apenas a vontade do Todo. Ele gera de Si mesmo sem parar novos seres. Infinita diversidade em infinitas combinações.

Isso é ter pensamento abstrato!

Décimo quinto segredo da prosperidade



Décimo quinto segredo da prosperidade

Soltar

Um executivo tinha feito vários investimentos e estava numa situação insustentável financeiramente. Não tinha mais como continuar gastando com os investimentos. Não via solução para o problema e sua saúde já estava sendo comprometida. Somente depois de que ele leu 8 vezes o mesmo livro sobre o taoísmo é que ele entendeu a solução e soltou o problema. E aí a solução apareceu. Ele teve de ler 8 vezes seguidas para entender o conceito do taoísmo.

O ponto importante aqui é que basta ler um livro sobre taoísmo até que se entenda e sinta o conceito. Enquanto o “soltar” não for incorporado na filosofia de vida da pessoa os problemas não terão solução. E para isso é preciso ler até aceitar e sentir. Nada mais é preciso. É preciso ler para internalizar a filosofia de soltar. Portanto, só ler já soluciona o problema. Mas, é preciso ler e pensar. Outra vez. Até compreender, aceitar e sentir. Daí as crenças mudaram. E o universo pode atuar na vida da pessoa. Esta é a metodologia que funciona.

É o princípio da ação através da não-ação. E aí entra uma questão importantíssima. Não-ação parece para o ocidental não fazer nada. Este é um perigo muito grande. Não fazer nada não levará a nada. Nada será resolvido, nada será construído, etc. Muito cuidado para não confundir não-ação com preguiça ou zona de conforto. Não-ação é deixar o universo trabalhar e resolver os problemas. Nós fazemos nossa parte e o universo faz a dele. Se não atrapalharmos tudo andará bem. Quanto mais ego mais pressão, mais ansiedade, mais força se põe no objetivo e isso atrasa tudo. É preciso deixar fluir para que as coisas possam ser resolvidas. Trabalhar a favor do universo e não contra ele. Depois que fizemos a nossa parte com todo o empenho, estudamos, trabalhamos, devemos deixar as coisas fluírem naturalmente. Sem pôr mais pressão.

Depois que os problemas foram criados não adianta por pressão para resolver. É preciso dar tempo ao tempo. Fazer a nossa parte e soltar. Desligar, desapegar, etc. Deixar de pôr o ego na questão. Deixar o ego de lado não é não ter ego. O ego sempre existirá. A questão aqui é pôr o ego para trabalhar para o Todo. Incondicionalmente. E esta é a razão do porque é tão difícil soltar o ego. Pode-se pensar que trabalhar para o Todo é a pior coisa que existe. E aí os problemas aumentam. Fugir da realidade nunca é a solução.

Imagina uma pessoa que não sabe que tem alma. O nome não importa, pode ser alma, espirito, etc. A pessoa só vive no mundo material e não se importa com mais nada. Nem em saber se tem alma. Fica muito difícil ter resultados vivendo apenas com uma das dimensões da realidade quando todas estão interligadas e interagindo umas com as outras. Existem influências que a pessoa nem imagina que existam, mas está sujeita a elas. É como o velho ditado espanhol: “não acredito em bruxas, mas elas existem! ”. Isto é válido para tudo que se faz na vida. O não entendimento do lado espiritual da vida faz com que haja comportamentos aberrantes e que a pessoa nem suspeite das consequências daquilo. Até que a realidade se imponha mais cedo ou mais tarde. Para bom entendedor meia palavra basta.

Toda crença falada ou pensada mesmo que por brincadeira será executada pelo subconsciente. Ele é um servo que não raciocina. Só executa. Crenças são gravadas profundamente e precisam de uma emoção tão forte quanto a que foi usada para gravar. A alegria desgrava as crenças negativas. Dissolve a negatividade. E para sentir alegria é preciso sentir confiança na vida. Confiança no Todo. Para sentir confiança no Todo é preciso conhecer o Todo. Sabendo como Ele é, como pensa, como sente, como se comporta, fica muito mais fácil confiar e ser alegre. Atente para isso: não é estar alegre, é ser alegre. Ser ou não ser como disse Shakespeare.

Soltar faz com que entremos em fluxo com o universo. Deixando as coisas fluírem e não interferindo no trabalho do universo.

Porém vejamos. Quando a mitologia de um povo é de que a natureza é inferior aos homens e que ela deve ser conquistada e submetida aos interesses humanos o problema começa. Isso é interferir no trabalho do universo. Quando uma civilização entra em luta contra a natureza e interfere na ecologia de um sistema os problemas aparecerão inevitavelmente. Este é um pequeno exemplo para que se entenda que soltar é muito mais profundo do que parece. É preciso soltar o planeta para que ele possa se recuperar. Por mais de um bilhão de anos Gaia manteve o planeta com o nível perfeito de oxigênio para manter a vida. Manteve de forma inteligente e intencional. Leiam os trabalhos de James Lovelock.

A prosperidade vem de uma crença interna de ser próspero. É preciso deixar limpar toda a negatividade para que a prosperidade seja consistente e duradoura. Quando um número suficiente de humanos fizer isso a mudança acontecerá coletivamente e todos os problemas serão resolvidos como por um passe de mágica. Toda ciência avançada parece magia para os que não conhecem. E um dia a humanidade entenderá que ciência e espiritualidade são uma coisa só. Nesse dia a paz finalmente reinará na Terra.


sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Décimo quarto segredo da prosperidade



Décimo quarto segredo da prosperidade 

Expansão de consciência 

Suponhamos que uma pessoa vá dar um curso de um assunto em que não acredita. Pode funcionar? É claro que não. É preciso que a pessoa acredite 100% aquilo que irá transmitir. Esse 100% tem de ser do seu consciente e inconsciente. 

Uma pessoa está numa reunião de negócios e alguém lhe dirige a palavra e fala: “você receberá x reais”. Imediatamente a pessoa fala que não precisa lhe pagar, embora esteja precisando daquele dinheiro. O que aconteceu? A informação de que iria ganhar dinheiro entrou em si por dois caminhos. Um caminho foi para o subconsciente (levou 12 milissegundos) e o outro foi para o consciente (levou 24 milissegundos). Assim que a informação chegou no subconsciente a resposta automática foi “não precisa”. Essa resposta foi mais rápida que 12 milissegundos, pois a pessoa falou antes de ter consciência do que tinha feito! Não deu tempo para ela raciocinar sobre o que era melhor para si! A crença (o programa) instalado no seu subconsciente foi mais rápido. É assim que funcionam as crenças em nosso subconsciente. Sem que essas crenças sejam trocadas é impossível ter tempo de raciocinar antes de uma decisão. 

Quando um bebe tem uma necessidade e esta não é atendida o bebe entende o seguinte: quero, mas não pode. “Quero” é uma energia positiva e “não pode” é negativa. As duas energias são jogadas para o inconsciente e ficam lá como uma crença. Isso é reprimido e esquecido. Mas, está lá a crença viva em termos de energia. Isso é o que se chama um “imprint”. Está gravado no inconsciente um programa. Durante a vida daquela pessoa ele terá o dilema: “quero, mas não pode”. Isso em termos de dinheiro será visto como um desejo que consegue por um tempo, mas que depois acaba. Inúmeras coisas acontecem para que se perca do dinheiro, o negócio não dê certo, aconteçam problemas, etc. Perde-se o dinheiro e tudo volta ao “normal”. E recomeça o dilema novamente. Lembram-se do padrão de auto sabotagem? É isso: ganha, perde, ganha, perde... 

A questão da prosperidade é a mesma coisa do curso citado acima. Para dar o curso é preciso acreditar no que se dirá. Para ser próspero é preciso acreditar que se é próspero. Agora vejamos. Como pode a pessoa acreditar que é próspera se tem um programa “quero, mas não pode” em seu inconsciente? É por isso que o colapso da função de onda muitas vezes não funciona. Não se acredita 100% naquilo que se quer colapsar. E sem os 100% não há colapso. 

É preciso que a pessoa mude a crença que tem dentro de si. Isso é mudado em termos mentais e emocionais quando a pessoa acredita e sente com grande emoção que “pode”. Nesse momento ela apagou o, “mas não pode”. E agora é prospera. Toda catarse faz isso. Muda a programação anterior. Catarses também são conhecidas como rituais de morte/renascimento, como Joseph Campbell demonstrou. Todo evento com conteúdo fortemente emocional muda a programação. 

Vejamos. O tempo não é uma coisa linear que vai do passado para o futuro, como uma linha reta. O tempo é mais como uma espiral. Tudo que aconteceu, acontece e acontecerá está nesta espiral. Está acontecendo agora na espiral do tempo. Toda programação feita no passado pode ser alterada. Para isso é preciso aquietar a mente, fechar os olhos e voltar ao momento da gravação do programa ou trauma. Qualquer coisa gravada anteriormente pode ser regravada. Volta-se no momento do trauma e refaz-se a atitude em relação àquele acontecimento. Mudamos nossa atitude mental e emocional sobre aquilo. Por exemplo: se alguém nos bateu quando éramos crianças podemos voltar no momento em que isso aconteceu e mudar nossa atitude de ódio por aquela pessoa para uma atitude de compreensão e perdão. Isso tem de ser feito de forma sincera. A técnica funciona, mas é preciso ser absolutamente sincero com os sentimentos. Feito isso a reprogramação está feita e nos próximos meses sentiremos os resultados disto. As coisas mudarão em função da nossa mudança interna. Para um evento que não lembramos a origem basta a intenção de mudar a nossa reação. Acreditar que pode ser próspero. Entender que aquele “quero, mas não pode” é possível de ser mudado quando se muda a crença para “posso”. Se isso for feito com sinceridade as situações mudarão para propiciar a prosperidade que agora é aceita. 

Crenças são apenas coisas que acreditamos que são reais. Não são reais! Apenas acreditamos e quando deixamos de acreditar deixam de influir em nossas vidas. Um jovem que passa por um ritual de morte/renascimento numa tribo indígena muda quase que instantaneamente de crenças. Antes procurava a mãe para resolver os seus problemas, agora é um adulto que resolve ele mesmo. De uma forma ou de outra tem de haver uma mudança deste tipo em toda pessoa que chega na idade adulta. Caso contrário ela continuará com uma atitude de dependência. 

Outra técnica importante é a Causação Descendente. Projetamos o que queremos ser daqui a 30 anos. Fazemos um planejamento decrescente ano a ano do que temos de fazer para chegarmos naquele resultado daqui a 30 anos. Esse planejamento deve ser feito para anos, meses e semanas. Assim saberemos o que devemos fazer esta semana para que daqui a 30 anos alcancemos nossa meta. Da mesma forma que é possível mudar o passado como descrito acima é possível programar o futuro. A causa da mudança está no futuro. Não é mais o presente que molda o futuro. É o futuro que molda o presente. 

A expansão da consciência para entender e aceitar a realidade da vida é fundamental para quem quer ser próspero. O filme “A grande aposta” mostra a tremenda resistência da maioria das pessoas em aceitar a realidade. O ego faz de tudo para que a pessoa não entenda o que é absolutamente lógico e matemático. Até que a verdade se impõe por si mesma. 

Existem inúmeros programas gravados em nosso inconsciente. Pelo nosso comportamento sabemos quais são. Os fatos demonstram o que existe no inconsciente. Todos esses programas podem ser mudados com um desejo intenso de mudança. Isso normalmente acontece quando a pessoa passa por sérios problemas: doenças, falências, etc. Não é necessário sofrer para mudar. A alegria é uma emoção intensa que muda os programas. Da mesma forma que a tristeza grava programas a alegria regrava. Esses programas são uma couraça que impede a evolução da pessoa. Toda couraça pode ser dissolvida se a pessoa quiser. 

O desejo sincero de evoluir permite a mudança. Em vez de “não quero”, mudar para “quero”. Em vez de “não posso” mudar para “posso”. As opções estão sempre disponíveis para todos. 

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Décimo terceiro segredo da prosperidade



Décimo terceiro segredo da prosperidade

Neguentropia psíquica

Primeiro um exemplo perfeito de Inteligência de mercado pode ser visto no filme “A grande aposta”. Vejam como é possível enxergar a realidade quando se quer.

Entropia é a perda de energia que gera a desorganização e a dissolução final. Se não se coloca energia e intenção a entropia é inevitável. O universo é organizado porque a energia é organizada de forma inteligente e racional. A existência de Leis de Física prova isso. Existe uma intenção por trás de tudo.

Na questão psíquica a mesma coisa ocorre. Se deixamos nossa mente vagar sem controle a entropia é inevitável. Isto é, pensamentos negativos, sentimentos negativos, depressão, tristeza, melancolia e todas as consequências de não se controlar os próprios pensamentos. Todos sabemos o que estamos pensando. Isso chama-se autoconsciência. Normalmente os animais não tem autoconsciência. Autoconsciência é como um sistema operacional que roda antes de tudo e dirige os demais programas. Uma analogia seria o caso do Windows e dos demais programas. O Windows sabe e controla o que está sendo rodado no computador. Sua consciência sabe os pensamentos que você tem. Se está pensando em dívidas, em problemas, no seu time de futebol ou qualquer outra coisa. Você pode trocar os pensamentos quando quiser. Quem dirige sua mente é a sua consciência. Basta cancelar um pensamento negativo e colocar outro no lugar. Dá trabalho? Claro. Tudo que é organização dá trabalho. Manter o universo funcionando dá trabalho. Imagine colapsar a função de onda do universo! Se colapsar um carro na sua garagem dá trabalho imagine o universo inteiro!

A questão aqui é que para ser próspero é preciso controlar a própria mente. Pensar corretamente o tempo todo. Tudo que a mente colapsa mais cedo ou mais tarde acontece. E bastam segundos de colapso com emoção para a coisa começar a ser manifestada. Uma coisa negativa ou positiva. É a mesma energia tanto para uma coisa ou para outra. Gasta-se a mesma energia para perder o carro como para ganhar outro carro. O colapso depende de 100% de acreditar. Vejam: 100% de todo o seu ser. Consciente e inconsciente. Qualquer negatividade atrapalha o colapso. Coisas simples como um carro não são difíceis de colapsar, tanto que temos 1 bilhão de carros rodando no mundo. Mas, coisas que envolvem um controle absoluto da mente são mais difíceis e raras no mundo. Porque aí a negatividade tem de ser a menor possível ou nula. Negatividade acumulada no ser e que é preciso ser retirada. A luz limpa as trevas. Isso é o que se chama catarse. Deixar entrar Luz em si mesmo. Também chamado de Iluminação Espiritual. Portanto, a capacidade de colapsar está diretamente ligada à Iluminação Espiritual da pessoa. Quanto mais deixar a Iluminação acontecer mais prosperidade terá.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Décimo segundo segredo da prosperidade



Décimo segundo segredo da prosperidade

Libido disponível

Esta expressão foi dita por Freud. É um conceito muito interessante.

Todo ser tem uma reserva de libido que pode ser usada para realizar muitas coisas. A libido é a energia que move as galáxias. É a energia vital. O Chi. O que faz a vida ser o que é. Mesmo quando a pessoa acha que não tem mais libido ela ainda tem um estoque. Não importa a idade da pessoa, este estoque de libido permite que a pessoa seja produtiva por muito tempo ainda. Quando um maratonista acha que não aguenta mais ainda existe mais uma reserva e ele pode dar uma disparada final. Muitos corredores sentem isso quando fazem o esforço final.

Quando essa energia não é utilizada a somatização vem através de irritação, depressão, sentimentos de falta de realização pessoal, falta de sentido da vida, tristeza, melancolia, revolta, desespero e todos os sentimentos negativos. Energia é uma coisa que tem de fluir pelo universo, pela vida. Energia parada cria nós, bloqueios, etc.

É uma energia criativa por excelência. Todo ato de pensar, imaginar, pró-atividade, agir, fazer, planejar, realizar é fruto desta libido disponível.

Da emanação original do universo surgiram as galáxias. Essa energia que forma as estrelas e sistemas estelares é a mesma energia que forma um ser biológico ou não. A libido é essa energia condensada. Na verdade, isso é um estoque infinito, mas todos podem sentir como libido disponível. O impulso da vida de realizar cada vez mais. Soltar o freio e deixar essa energia fluir fará com que a vida de qualquer pessoa tenha sentido. Foi isso que Joseph Campbell falou quando disse “siga sua felicidade”. Deixar a libido disponível fluir. A mesma coisa também foi dita por Wilhelm Reich quando definiu o conceito de couraça do caráter, que é o ato de impedir que a libido flua.

Nós negócios o dinheiro deve fluir, circular pela economia, haver trocas, produção, criação de riqueza, trabalho. Quando isso acontece é a libido circulando em forma de dinheiro ou produtos. Quando uma plantação cresce é a libido sendo expressada pelos vegetais. Quando tudo progride é a libido em ação. Portanto, libido disponível tem de se expressar como crescimento e evolução. Existe uma tremenda quantidade de energia disponível para realizar tudo que é necessário na vida de toda pessoa. A resistência a deixar fluir é que cria todos os problemas que se vê pelo mundo.

Este é um conceito muito amplo e vale a pena gastar um pouco de tempo para pensar sobre ele.

Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores